RSS

Arquivo da categoria: Armaduras de DEUS

Parceiro de DEUS

Parceiro de DEUS
Amós 3:3Andarão dois juntos, se não houver entre eles acordo?
João 1:11-12 “Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, l  a saber, aos que creem no seu nome; m
O texto de Amós, trata da miséria que o povo estava vivendo fora da vontade e do propósito de DEUS. Eles faziam seus sacrifícios, davam seus dízimos e suas ofertas mas desobedeciam as leis e ordenanças. Porém queriam que todas as vezes que clamassem fossem ouvidos. Como eles poderiam ser ouvidos não havia acordo entre eles e seu DEUS?
Seus sacrifícios, ofertas e dízimos não eram uma prova de seu amor, mas sim de uma prática hipócrita onde tentavam mostrar um estilo de vida que não condizia com a realidade que eles viviam. Uma hora no templo, outra fazendo exatamente o contrário da vontade de DEUS. Suas ofertas e dízimos eram uma forma de justificar suas culpas e pecados substituindo o arrependimento por obras infrutíferas.
1.      Existe um acordo, um contrato entre DEUS e o homem.
a.    Neste contrato tem clausulas bem específicas, quanto o que cada um deve fazer. A parte de DEUS e da parte do homem.
b.    A parte de DEUS – como ELE é mais antigo, ele escreveu algumas leis bem específicas de proteção; e como consequência da obediência a este contrato, o resultado é bênçãos e prosperidade da pessoa bem como de seus filhos.
c.    A parte do homem – ele somente tem que compreender bem o contrato, e então fazer de acordo como está escrito. É um acordo eterno entre o homem e DEUS.
d.    A quebra deste contrato resulta em desgraça. A observação deste contrato em bênção.
2.      Como podem andar os dois juntos – o homem e DEUS?
a.     DEUS conhece o homem e o respeita.
b.    O homem precisa conhecer a DEUS e cumprir sua parte neste acordo. Dessa forma eles poderão andar juntos. Existem dois pontos básicos neste contrato: Amar a DEUS sobre as coisas e ao próximo como a si mesmo.
3.      O que DEUS está querendo fazer neste texto é uma parceria.
a.      Por que será que DEUS precisa de mim para esta parceria? Você pergunta!
b.    DEUS só pode fazer algo na terra através do homem. E talvez você e eu sejamos as pessoas que o SENHOR quer usar.
4.      Não poderemos andar juntos se não houver acordo.
a.    DEUS nunca poderá anda junto com o homem se o homem não andar de acordo com a Sua palavra.
b.    O homem tem que concordar com a palavra de DEUS.
c.    O homem tem que ter como parceiro o próprio DEUS.
5.      Em que DEUS quer ser o meu parceiro?
a.     Na sua família; no seu emprego; na sua empresa; em seus negócios; na sua escola; em suas escolhas; O Senhor quer ter a primazia em todos os grandes momentos de sua vida.
Aplicação
1.     Deus tem buscado parceiros para uma sociedade de prosperidade.
2.    Deus tem buscado homens que saibam trabalhar em parceria com Ele.
3.     Será que ele pode encontrar em você esse parceiro?
4.     Será que você é a pessoa certa para essa parceria? Eu acredito que sim! Mas você está disposto a cumprir sua parte neste acordo? Eu também acredito que sim!
5.     Então vá em frente e encare novos desafios na fé.
—————————
Ronildo da Cruz Ribeiro
IDPB Monte Horebe
Manaus 09 de outubro de 2012
terça-feira
————————
l l 1.12 João distingue claramente entre Jesus Cristo, o unigênito Filho de Deus (v. 18), e aqueles que chegam a ser filhos de Deus por crerem em Jesus Cristo.

m m 1.12 Crêem no seu nome: João ressalta fortemente o valor de crer em Jesus Cristo. Crer é a resposta do homem com a mente, o coração, com toda a vida, à ação salvadora de Deus por meio de Jesus Cristo. Quando uma pessoa “crê”, recebe a vida eterna (cf. Jo 3.14-16; 6.40; 11.25-26; 20.31).
 

Que tipo de palavra me alimenta?

Que tipo de palavra me alimenta?
Mateus 4
“3 Chegando, então, o tentador, disse-lhe: Se tu és Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães. 4 Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.”
É muito comum hoje em dia desistirmos de muitas coisas que são essenciais para nós e para muitas pessoas. Só por que contraria nossas idéias, nossas expectativas e nosso ponto de vista, que, aliás, na maioria das vezes não tem embasamento algum.
Fazemos isso por que nos alimentamos das coisas erradas e não do pão do céu que é a palavra de DEUS. A palavra de DEUS expressa à vontade de DEUS, e quando desconhecemos essa vontade, sofremos!
1.  Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus (vs4).
Acredito que quando o diabo fez a tentação, ele sabia quem era JESUS, e qual seria sua missão. Por isso ele se aproximou de JESUS na hora de maior fraqueza. Após o jejum de quarentas dias JESUS devia estar se sentindo o mais espiritual dos homens. E é nesse momento de sentimento que provem da fragilidade do homem, que o diabo ataca. Testando sua verdadeira espiritualidade, de onde ela vem. Da vontade humana de se sentir forte e mais próximo de DEUS, de agradar alguém, ou da motivação espiritual real que provem da vontade de DEUS.
É muito comum, quando jejuamos nos sentirmos assim, super homens, ou super mulheres, imbatíveis, inatingíveis, espirituais e intocáveis. E é exatamente nesse momento que o diabo (tentador) aparece, para testar a nossa fé e a nossa motivação. Lembre-se que o maior aliado do diabo é a carne. Por isso Jesus disse que a carne é fraca e o espírito é forte, logo o espírito sempre vai vencer a carne! Mas geralmente quem vence é a carne com seus prazeres passageiros e mortais.
Com Jesus, a motivação era exatamente do espírito, Mateus 4.1 diz que ELE foi levado ao deserto pelo Espírito Santo para ser tentado, testado, para daí começar o seu ministério com a motivação correta – O Amor, com os meios corretos – as pessoas, e com o método certo – dependente da palavra de DEUS.
a.   Satanás sabia quem era JESUS?
Claro que sim! Ele foi criado por ele no céu, quantas vezes ele teve que se prostrar diante DELE. Porem agora, ele estava na forma humana, e satanás queria que ele usasse seus poderes divinais para mudar o propósito de JESUS, mudando assim o cumprimento da palavra de DEUS, que falava de Jesus, de como ele seria, o que ele faria e de como morreria.
1.   Satanás sabia que como filho de DEUS, ele poderia ordenar que a pedra se transformasse em pão e isso aconteceria. O poder da vida e da morte está na língua. Porém o que Jesus queria não era fazer a sua vontade, nem a vontade do diabo e sim a vontade de DEUS. Por isso ele respondeu usando a palavra de DEUS.
2.   Somente a palavra de DEUS é o verdadeiro alimento não o que o diabo diz. Muitas pessoas se alimentam da palavra do diabo e não da palavra de DEUS.
b.  Jesus sabia quem Ele era!
Jesus não buscou o conhecimento de quem ele era da forma errada, através da filosofia, ele buscou na fonte, a palavra de DEUS. Por muitas vezes ele afirmou que as escrituras falavam dele.
1.   Ele usou a palavra de DEUS, para responder a Satanás.
2.   Ele colocou a vontade DEUS na vida dele, antes de atender os seus desejos.
3.   Ele buscou agradar a DEUS, e não fazer sinais maravilhosos para agradar as pessoas e ao diabo.
2.  Qual palavra sai da boca de DEUS a seu respeito? Você sabe?
Será que após jejuar quarenta dias e quarenta noites se você estiver vivo e satanás aparecer pra você e dizer assim: tenho um canal de televisão pra você, uma hylux, um iate e mais um milhão de reais todos os meses durante toda sua vida, será que você não seria tentado a achar que isso era o propósito de DEUS pra sua vida e resposta de suas orações?
O nosso grande problema é que só queremos ouvir palavras boas, não palavras que precisamos, mas palavras que nos eleve, que nos motive, palavras de efeito psicológico imediato, mas que amanhã ou depois precise repetir a dose mas que nunca produz uma mudança eficaz por que não veio da boca de DEUS.
a.   Palavras de Jesus a nosso respeito.
1.   E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus – Romanos 12:2
2.   Tenho-vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo – João 16.33.
3.   E não somente isso, mas também gloriemo-nos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a perseverança, 4 e a perseverança a experiência, e a experiência aesperança; 5 e a esperança não desaponta, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado – Romanos 5:3-5.
4.   E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito – Romanos 8:28.
5.   Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia todo; fomos considerados como ovelhas para o matadouro. 37 Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou – Romanos 8:36-37.
6.   Filhinhos, vós sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo – I João 4:4.
7.   Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz – I Pedro 2:9.
8.   Ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos – Mateus 28:20b
Observe que tem muitas palavras de bênçãos e vitórias, mas sempre antes das vitórias, vem as lutas. Isso acontece para que possamos ser moldados a vontade de DEUS. Sem lutas, sem vitórias, sem razão pra viver, sem desafios a serem conquistados e naturalmente sem fé. E sem fé é impossível agradar a DEUS.
Ronildo da Cruz Ribeiro
IDPB-Monte Horebe
 

O Espírito nos guiará

O Espírito nos guiará
João 16:12-13
12 Tenho ainda muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora; 13 quando vier, porém o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará as coisas que hão de vir.
1.       Tenho ainda muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora –O que isso quer dizer?
a.       Quer dizer que a aprendizagem é um processo continuo;
b.      Você não aprende tudo de uma vez, você não suportaria;
2.       Quando vier, porém o Espírito da verdade – Quando o Espírito vem?
a.       Quando você toma a decisão de servir a Jesus;
b.      Quando você permite que a palavra de DEUS lhe ensine;
3.       Ele vos guiará a toda a verdade – o que é a verdade?
a.       Nós vivemos num mundo de mentiras, onde falar a verdade é quase impossível, quando saber o que é a verdade?
b.      Aqui diz que “Ele nos guiará a toda verdade” – o que é guiar? Acompanhar alguém para lhe mostrar o caminho: guiar um cego. Dirigir, encaminhar: as estrelas guiam os navegantes. Conduzir: guiar um carro. Orientar, aconselhar, ensinar: guiar uma criança.
c.       Diz que ele será o nosso conselheiro “paracleto”, estará junto de nós, ou em nós, em nossa mente para nos aconselhar. Ele será os nossos olhos sobrenaturais. Aquilo que não vemos ele vê.
d.      O Espírito é uma pessoa da trindade que mora hoje na terra, mas não é da terra, Ele é do céu; Ele é o próprio DEUS; Ele é o Espírito de Cristo. Ele não está preso nesta dimensão de tempo e espaço, por isso ele pode nos guiar a toda verdade.
4.       Como acessá-lo?
a.       Entregando sua vida a Jesus.
b.      Reconhecendo que você é limitado e que precisa da ajuda dos irmãos, líderes e do Senhor.
c.       Tendo momentos de oração, permitindo que ele fale na sua mente.
d.      Tendo momentos de ensino da palavra, permitindo que ele lhe guie a toda verdade.
e.       Tendo momentos de comunhão, permitindo que Ele lhe ensine através da vida e da experiência dos irmãos.
f.        Falando diretamente com ele, em qualquer situação, e esperando a sua resposta.
——————————————————
Ronildo da Cruz Ribeiro
IDPB Monte Horebe
Manaus, Am 17 de julho de 2012
Culto de terça-feira
 

Armas Espirituais

Armas Espirituais
2 Coríntios 10:3-5
14º dia de Jejum
“3 Porque, embora andando na carne, não militamos segundo a carne. 4 Porque as armas da nossa milícia não são carnais, d  e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas 5 e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo,[1] (2 Coríntios 10:3-5).
Você sabia que toda batalha é travada na mente?
1.       Andando na carne – (vv.3ª)
a.       Isto quer dizer que estamos vivos e moramos na terra. Não quer dizer que somos carnais ou guiados pela natureza carnal. Mas que moramos na terra e que estamos sujeitos as agruras e desventuras de todos os terráqueos.
b.       Quer dizer que nossa alma, está presa neste corpo terreno e corruptível.
2.       Não militamos segundo a carne –
a.       Mas não lutamos com os recursos de nossa carne, de nosso entendimento, ou desta terra. A nossa luta é realizada em outra esfera, numa bem mais elevada, a esfera espiritual. Logo nossas armas são espirituais.
b.       São armas extremamente poderosas. Armas que olhos humanos não podem ver. Carros de fogo com cavaleiros de fogo. (2 Reis 6:17).
3.       Nossas armas não são terrenas, carnais –
a.       Não podem ser carnais por que o nosso inimigo não pode ser visto.
b.       Nossas armas são as armas de DEUS. Aliás, é ELE que luta as nossas guerras. Isso nos lembra que devemos sempre buscá-lo para que ELE lute por nós, através da oração, leitura de sua palavra e comunhão com os irmãos. Quer seja nas células, ou nas reuniões na igreja.
4.       São armas poderosas em DEUS, são espirituais. São as armas que DEUS nos dá.
a.       Essas armas são recursos, que o próprio DEUS disponibiliza para os seus filhos, para que nós não venhamos nos sentir desamparado. Essas armas algumas vezes são os anjos que vem em nosso auxílio. (Daniel 6:22 e Daniel 10:12-13).
b.       Os anjos de DEUS são uma realidade vital na defesa dos escolhidos do SENHOR.
5.       Sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas;
a.       Castelos de informações contrárias – conhecimentos pré-estabelecidos; Filosofias vans e sofismas.
b.       Com quantas informações somos bombardeados todos os dias. Como achar a verdade no meio de tantas mentiras? Como acreditar em alguém? Como saber se a informação esta correta? São essas fortalezas que essa arma destrói.
c.       Elas mostram a verdade.
6.       Destrói conselhos, conhecimentos e altivez que se levante contra todo conhecimento de DEUS.
a.       Quantas teorias há no mundo, que afirmam que a busca por uma ligação com DEUS é inútil?
b.       Quantas pessoas tentam provar que o homem não necessita de DEUS? Que a bíblia é um livro ultrapassado? Que ir a igreja não é necessário? Que tudo que o homem precisa ele encontra sem a busca por DEUS?
c.       Isso são conselhos altivos que se levantam contra todo o conhecimento de DEUS.
d.       Esses conselhos também são setas satânicas lançadas contra a mente do homem para que ele se desvie do propósito de DEUS e pare de crer. Perdendo sua identidade de príncipe, e volte ao estado de mendicância com a mente de um escravo.
7.       Essas armas, levam cativo todo o entendimento a obediência de CRISTO.
a.       ESSA arma é o conhecimento de Cristo Jesus. Quem conhece a CRISTO, naturalmente ama a DEUS.
b.       Quando você passa a conhecer a Jesus Cristo, você consegue identificar quando a sua mente esta sendo atacada pelo adversário de nossas vidas – Satanás.
8.       Como se dá esses ataques?
a.       Eles acontecem por causa de nossos traumas! Eles se baseiam em mentiras que foram plantadas quando éramos ainda muito criança! Eles são fortalecidos pelo pecado não confessos!
b.       Pecados não confessados são brechas para que esses ataques sejam constantes. Eles sempre acontecem na mente, ela é o campo de batalha.
c.       Nesse momento de ataque na mente, a única forma de vencer essa luta, é colocando nas mãos de Jesus. Confessando o pecado pra alguém e levando cativo todo pensamento a obediência de CRISTO.
d.       Pedindo que o Espírito Santo traga a lembrança de onde tudo isso começou, e em seguida renunciar o poder da mentira em sua vida.
Lembre-se: temos a mente de CRISTO!
Faça esta oração:
Senhor JESUS CRISTO eu: (…………………… diga o seu nome…………………………), levo cativo a obediência de Cristo este pensamento: ………………………………………………………….., nunca mais quero lembrá-lo. Eu não aceito, eu não admito mais que minha mente seja oficina do adversário. Por isso todo pensamento contrário, eu levo cativo a obediência de CRISTO JESUS meu SENHOR E SALVADOR.
Faça essa oração todas as vezes que o pensamento, a vontade ou o desejo bater a sua porta. Agora é muito importante que você sempre confesse aquilo que tira a sua paz.
————————————————
Estag. Ronildo da Cruz Ribeiro
IDPB Monte Horebe
Manaus, AM 14 de maio de 2012


d d 10.4 Cf. Ef 6.11-17. Carnais: Ou seja, as do mundo: Ver Carne na Concordância Temática.
[1]Sociedade Bíblica do Brasil. (1999; 2005). Bíblia de Estudo Almeida Revista e Atualizada (2Co 10:5). Sociedade Bíblica do Brasil.