RSS

Arquivo da categoria: criatividade

CONSTRUINDO UM TEMPLO PARA DEUS

CONSTRUINDO UM TEMPLO PARA DEUS
(I Rs 06: 14; I Cor 03:16-17).
A.   Quando desejamos construir algo de excelência, devemos:
1.    Planeje aquilo que você deseja.
Possuir um desejo, uma vontade, um planejamento. Davi desejou construir um templo para Deus (I Cr 22: 5 – Davi pensava: “Meu filho Salomão é jovem e inexperiente, e o templo que será construído para o Senhor deve ser extraordinariamente magnífico, famoso e cheio de esplendor à vista de todas as nações. Por isso deixarei tudo preparado para a construção”. Assim, Davi deixou tudo preparado antes de morrer.
2.    Reúna os recursos e compre o lugar certo.
Adquirir o local e reunir os recursos – Davi comprou a eira de Ornã ou Araúna, um jebuseu, que se localizava monte Moriah ou Moriá, para que ali viesse a ser construído o templo. (2 Samuel 24:24, 25; 1 Crónicas 21:24, 25) Ele juntou 100.000 talentos de ouro, 1.000.000 de talentos de prata, e cobre e ferro em grande quantidade, além de contribuir com 3.000 talentos de ouro e 7.000 talentos de prata, da sua fortuna pessoal. Recebeu também como contribuições dos príncipes, ouro no valor de 5.000 talentos, 10.000 daricos e prata no valor de 10.000 talentos, bem como muito ferro e cobre. (1 Crónicas 22:14; 29:3-7) Salomão não chegou a gastar a totalidade desta quantia na construção do templo, depositando o excedente no tesouro do templo (1 Reis 7:51; 2 Crónicas 5:1).
3.   Escolha as pessoas certas.
Escolher as pessoas certas para a construção – Em troca de trigo, cevada, azeite e vinho, Hiram ou Hirão, o rei de Tiro, forneceu madeira do Líbano e operários especializados em madeira e em pedra. Ao organizar o trabalho, Salomão convocou 30.000 homens de Israel, enviando-os ao Líbano em equipes de 10.000 a cada mês. Convocou 70.000 dentre os habitantes do país que não eram israelitas, para trabalharem como carregadores, e 80.000 como cortadores (1 Reis 5:15; 9:20, 21; 2 Crónicas 2:2). Como responsáveis pelo serviço, Salomão nomeou 550 homens e, ao que parece, 3.300 como ajudantes. (1 Reis 5:16; 9:22, 23)
4.   Construir leva tempo – tenha paciencia.
Gastar tempo para se construir – O Rei Salomão começou a construir o templo no quarto ano de seu reinado seguindo o plano arquitectónico transmitido por Davi, seu pai (1 Reis 6:1; 1 Crónicas 28:11-19). O trabalho prosseguiu por sete anos.
5.    Não pare no meio do projeto – vá até o fim.
Não desistir da construção, pois o acabamento é mais caro e demorado – Os materiais aplicados foram essencialmente a pedra e a madeira. Os pisos foram revestidos a madeira de junípero (ou de cipestre segundo algumas traduções da Bíblia) e as paredes interiores eram de cedro entalhado com gravuras de querubins, palmeiras e flores. As paredes e o tecto eram inteiramente revestidos de ouro. (1 Reis 6:15, 18, 21, 22, 29).
6.   Faça uma festa para comemorar sua vitória.
Alegrar-se com o término da construção – Após a construção do magnífico templo, a Arca da Aliança foi depositada no Santo dos Santos, a sala mais reservada do edifício.
Em I Cor 03: 16-17 está escrito: Não sabeis vós que sois templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo.
7.    Faça tudo com excelência
Busque a excelência, persevere, a cada dia acrescente no seu templo um tilojo de amor, de fé, de sabedoria, de caridade, de paz, de esperança. Retire do seu templo todo entulho que atrapalha a perfeita construção, custe o que custar mas termine a obra.
Em I Tm 04: 16 está escrito: Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; porque, fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes.
8.   Notem bem a conclusão de Paulo a Timóteo:
– Tem cuidado de ti mesmo: Você é templo do Espírito Santo! Pratique as obras do Espírito e não as da carne.
– Tem cuidado da Doutrina: Medite na Palavra e seja cuidadoso para fazer tudo segundo Ela manda, esforça-te!
– Fazendo assim: Vivendo em santo comportamento e piedade salvarás a ti e aos teus ouvintes.
B.  Aprendendo com o exemplo da ostra:
Quando uma ostra é invadida por um parasita ou é incomodado por um objeto estranho (um grão de areia, por exemplo), e isso causa dor e irritação no tegumento do animal. Como forma de proteção desta irritação, a ostra começa a cobrir aquele grãozinho de areia com uma substância chamada nácar. Com o passar do tempo vão sendo depositadas muitas e muitas camadas de nácar, o que acaba por ocasionar a formação de uma pérola.
Pérolas são produtos da dor. Como resultado, uma linda pérola é formada. Uma ostra que não foi ferida, de algum modo, não produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.
O caráter do cristão é forjado na luta diária, por meio da vivência ética, da honestidade, moralidade, do amor ao próximo, da caridade, dos bons ensinamentos, do trabalho, do conhecimento do Reino de Deus.
É como se todos nós fôssemos pedras pontiagudas e precisássemos de nos tornar redondinhas para conseguirmos rolar no rio da vida, até descobrirmos o caminho que possa nos levar ao Criador.
___________________________
Irmão Mário José Gonçalves
Manaus 14 de outubro de 2012
IDPB Monte Horebe
Culto de Domingo
 

Eu sou a recompensa de alguém

Eu sou a recompensa de alguém
“E disse a Davi: Mais justo és do que eu; pois tu me recompensaste com bem, e eu te recompensei com mal.”
I Samuel 24:17
1.   Alguém precisa de mim!
a.   Moisés era o líder que os hebreus precisavam para libertá-los do Egito. Ele era a recompensa deles.
11 Naqueles dias, sendo Moisés já homemc, saiu a seus irmãos e viu os seus labores penosos; e viu que certo egípcio espancava um hebreu, um do seu povo. 12 Olhou de um e de outro lado, e, vendo que não havia ali ninguém, matou o egípcio, e o escondeu na areia. (Êxodo 2:11-12)
Moisés viu que algo precisava ser feito. Ele não tinha sido criado como um escravo, sim como um príncipe. Ele precisava recompensar de alguma forma seus irmãos escravos. Precisava mostrar sua gratidão.
10 Vem, agora, e eu te enviarei a Faraó, para que tires o meu povo, os filhos de Israel, do Egito. 11 Então, disse Moisés a Deus: Quem sou eu para ir a Faraó e tirar do Egito os filhos de Israel? 12 Deus lhe respondeu: Eu serei contigo; e este será o sinal de que eu te enviei: depois de haveres tirado o povo do Egito, servireis a Deus neste monte. (Êxodo 3:10-12)
O que causou indignação em Moisés, era o que o motivaria para ser o libertador de seu povo.
Moisés era somente um escravo que teve a sorte de ser criado pela filha de Faraó.
b.  Davi foi uma recompensa para Saul.
21 Assim, Davi foi a Saul e esteve perante ele; este o amou muito e o fez seu escudeiro. 22 Saul mandou dizer a Jessé: Deixa estar Davi perante mim, pois me caiu em graça. f 23 E sucedia que, quando o espírito maligno, da parte de Deus, vinha sobre Saul, Davi tomava a harpa e a dedilhava; então, Saul sentia alívio e se achava melhor, e o espírito maligno se retirava dele. (I Samuel 16)
Saul havia perdido a presença do SENHOR, agora um espírito demoníaco o dominava e ele tinha crises terríveis de ira. E Davi tocava sua harpa, e o espírito demoníaco saia de Saul.
Davi um simples pastor de ovelhas – sendo o menor de oito irmãos fora ungido para ser rei de Israel. Na batalha contra o gigante Golias e os filisteus. Ele era a resposta a oração daquele exército.
c.   Rute foi a recompensa para Noemi – sua sogra
15 Disse Noemi: Eis que tua cunhada voltou ao seu povo e aos seus deuses; também tu, volta após a tua cunhada. 16 Disse, porém, Rute: Não me instes para que te deixe e me obrigue a não seguir-te; porque, aonde quer que fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus. 17 Onde quer que morreres, morrerei eu e aí serei sepultada; faça-me o Senhoro que bem lhe aprouver, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti.18 Vendo, pois, Noemi que de todo estava resolvida a acompanhá-la, deixou de insistir com ela. (Rute 1)
Rute era moabita, era alguém sem nenunhum valor para os Judeus. Os moabitas eram considerados pelos judeus um povo amaldiçoado, eles nunca poderiam entrar no templo, Nem em sua quarta geração.
d.   Ester livrou o seu povo, os hebreus, da destruição – ela foi a resposta a oração e jejum do povo.
15 Então, disse Ester que respondessem a Mordecai:16 Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã, e jejuai por mim, e não comais, nem bebais por três dias, nem de noite nem de dia; eu e as minhas servas também jejuaremos. Depois, irei ter com o rei, ainda que é contra a lei; se perecer, pereci. (Ester 4)
Quem era Ester? Uma escrava judia. Uma cortesã no palácio do rei Assuero.
e.   José foi uma solução para Faraó e o povo egípcio. Sem José o Egito e muitas outras nações teriam sido extintas pela fome.
José foi uma recompensa a um faraó. E como ele agiu com os seus irmãos que o entregaram vendendo-o para ser escravo? Ele recompensou o mal com o bem. Ele entendeu que fora a providencia divina que o levara e o preparara para aquela ocasião. Por isso ele recebeu seus irmãos e não os matou.
Eclesiastes 4:9
Jesus foi a recompensa de DEUS para a humanidade, o homem andava em pecado fazendo tudo que desagradava a ELE. Todavia ele enviou a JESUS, se fez carne e veio até nós para nos pagar (recompensar) com o bem.
João 3:16 Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna. 17 Pois Deus mandou o seu Filho para salvar o mundo e não para julgá-lo.18 Aquele que crê no Filho não é julgado; mas quem não crê já está julgado porque não crê no Filho único de Deus.
Como nós temos recompensado ao nosso DEUS. As pessoas que nos cercam. Você sabia que na maioria das vezes nós pagamos o bem que o SENHOR nos faz, com o mal, buscando o nosso próprio prazer.
Como temos agido? Sendo recompensa, ou sendo uma piscina de ingratidão.
Toda pessoa que DEUS criou é necessária e, é uma recompensa para alguém
————————————–
Pr. Ronildo da Cruz Ribeiro
Manaus, AM 26 de junho de 2011
IDPB – Monte Horebe
 

Fé – Deixe que JESUS leve sua carga

Fé – Deixe que JESUS leve sua carga
15º dia de Jejum

Confie ao DEUS do céu, que mora em seu coração as dificuldades do seu dia a dia!

 Vivemos num mundo cheio de ansiedade e frustrações. Mas tire de seus ombros o fardo pesado e confie a DEUS o pensamento negativo e o temor. Ponha os seus olhos em DEUS.

1.       Troque seu fardo com JESUS.

Mateus 11:28-30 “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. t Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve. u

A carga do seu pecado é pesada? A carga de sua vida é pesada? O jugo e acusações do inimigo são pesados? A carga das doenças é pesada? A carga do ganhar o pão de cada dia é pesada? A carga da vida é tristeza? Jesus diz: “Não se preocupe eu troco com você. Eu levarei esta carga para você! Eu já levei sobre mim todas as cargas lá naquela cruz, você deve somente confiar, obedecer e descansar à sombra de minhas asas”. Acredito que esse é um convite maravilhoso e que deve ser atendido.

2.       O SENHOR é o meu pastor.

Quando as dificuldades da vida lhe apertar por todos os lados, lembre-se! O Senhor é o meu pastor.

Salmos 91:5-7 “Não te assustarás do terror noturno, e nem da seta que voa de dia, nem da peste que se propaga nas trevas, nem da mortandade que assola ao meio-dia. Caiam mil ao teu lado, e dez mil, à tua direita; tu não serás atingido”.

Pra que ter medo quando eu posso confiar? Pra que ter medo quando eu posso acreditar que o próprio DEUS é o meu socorro? Porque ter medo de dormir de noite ou de dia se o SENHOR está comigo? Porque temer pragas rogadas, ou a morte, mesmo que caiam todos ao meu redor se o meu DEUS está do meu lado?

Sabe meu querido irmão, irmã – ELE, O SENHOR É O TEU PASTOR!

3.       Deixe a palavra de DEUS colocar a fé em seu coração.

Hebreus 4:12 “Porque a palavra de Deus h  é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração”.

A palavra de DEUS age em todos os tempos e épocas, em todas as situações e circunstâncias. Use-a, ela é um manual inigualável de instrução. Deixe a palavra de DEUS formar em você o caráter de DEUS. Deixe a fé de DEUS motivar a sua fé. Motivação sem fé logo acaba, mas quando temos a fé que motiva, ela nuca acaba, pois ela nasce no trono de DEUS e flui até nós como água, saciando nossa sede de DEUS e de vida.

Aplicação:

1.       Deixe JESUS levar a sua carga, seu fardo.
2.       Deixe JESUS ser o seu pastor, e lhe guiar pelos caminhos certos da vida.
3.       Deixe a palavra de seu pastor JESUS, produzir a fé que gera a motivação em seu coração.
4.       Ande com Jesus, deixe ele levar a sua carga.

————————————————-

Ronildo da Cruz Ribeiro
IDPB Monte Horebe
Manaus 16 de setembro de 2012
15º dia de Jejum


t t 11.28 Jo 6.37.
u u 11.28-30 Cf. Is 30.15; Jr 6.16; 1Jo 5.3. Jugo: No sentido figurado, imagem de sujeição e carga pesada. Jesus oferece descanso aos cansados e sobrecarregados e usa esta imagem para se referir ao compromisso e lealdade que exige e oferece aos seus discípulos. Cf. Mt 23.2-4; Lc 11.46.
e e 91.5 Terror noturno: Como os descritos em Jó 7.13-14; Jr 49.9; Ob 5.
h h 4.12 Palavra de Deus: Expressão que na Bíblia tem diversos significados e inclui toda a revelação divina e o poder criador e salvador de Deus; cf. Is 49.2; Jo 1.1-18; Ef 6.17; Hb 1.3; 1Pe 1.23-25.
 

Quatro realidades que vão transformar o seu dia a dia – SONHO

Quatro realidades que vão transformar o seu dia a dia.
3º dia de Jejum
      3.       Sonhos e Visões.
Joel 2: 28  28 E acontecerá, depois, z  que derramarei o meu Espírito a  sobre toda a carne; b  vossos filhos e vossas filhas profetizarão, c  vossos velhos sonharão, e vossos jovens terão visões; d
Outro elemento para programar a sua quarta dimensão são os sonhos. A Palavra de DEUS diz que “onde não há visão o povo perece”.  Pv 29:18 (VKJ). O sonho é a capacidade de entender os pensamentos de forma organizada.  É a capacidade de organizar bem os pensamentos e planejá-los de forma que possam ser mostrados a outros e todos venham ser influenciados.
O sonho é um elemento tão forte que todo ser humano usa. Primeiro ele pensa, depois passa acreditar e por fim ele planeja, ele fica grávido da ideia, e ele começa a mostrar seus planos com tanto entusiasmo que todos passam a acreditar que se tornará real. Isso é um sonho. Esse é o poder influenciador de um sonho! O sonho é uma arma poderosa nas mãos certas.
Agora quando o sonho é concebido em DEUS, ele é muito mais poderoso. Se todos nós concebermos os sonhos de DEUS nada poderá nos resistir. Poderemos mover não somente o mundo, mas todas as coisas.
Porém os sonhos que vem de DEUS são bem diferentes dos desejos e ambições pessoais. Os desejos e ambições pessoais geralmente estão sob a influência de demônios. Devemos saber que os sonhos de DEUS são diferentes.
O sonho do diabo é de destruir o homem! Esse sonho é muito forte, e ele consegue plantando seus sonhos na mente do homem, sonhos destruidores. Sonhos egoístas, ambiciosos e carnais. Porém eles não trazem nenhuma paz, e tira a saúde. Ele causa um dano enorme na vida de quem usa esses sonhos demoníacos. Porém os sonhos de DEUS são maiores e mais poderoso, e quando são utilizados, trazem como resultado paz, alegria, felicidade e completude.
Podemos observar os sonhos de José. Ele trouxe um sofrimento imediato, porém no desenrolar da história tudo ficou claro. O seu sonho além de alça-lo a posição de príncipe beneficiou a todo o mundo da época inclusive seus irmãos, que se sentiram ofendidos por seus sonhos.
Gênesis 37:5 “Teve José um sonho e o relatou a seus irmãos; por isso, o odiaram ainda mais”.
Os grandes sonhos trazem consigo um grande custo e grandes responsabilidades, isso por que irá beneficiar a muitas pessoas, por isso DEUS dá seus sonhos a todos os homens, mas serão poucos que os colocarão em prática. Serão poucos os que terão capacidades de levá-los adiante.
1.       O futuro de uma pessoa depende de seu sonho.
2.       Os sonhos não estão presos a circunstâncias. Os sonhos conquistam-nas e as transforma.
3.       A transformação nasce na quarta dimensão.

Quando você for orar, fale com DEUS sobre os seus sonhos. Ore e jejue por eles. Coloque-os diante do SENHOR, peça que a resposta venha dele. O jejum não move a mão de DEUS, mas melhora a sua vida de comunhão e você passa a entender melhor aquilo que o SENHOR deseja.
Dois personagens entre muitos me chamam a atenção no livro de Gênesis. O primeiro é Ninrode o segundo é Abrão. Você pode perguntar o que esses três homens tem em comum? Nada! Esses três homens tiveram sonhos, sonhos grandiosos. Sonhos estes que mudaram a sua vida e influenciaram milhares de pessoas e até hoje ainda influência. Tentarei ser breve.
             1.       Ninrode, quem foi ele? Ele é o fundador da cidade da Babilônia e de Nínive capita da Assíria.

Genesis 10:9-11 “Foi valente caçador diante do Senhor; daí dizer-se: Como Ninrode, poderoso caçador diante do Senhor.O princípio do seu reino foi Babel, Ereque, Acade e Calné, na terra de Sinar. Daquela terra saiu ele para a Assíria e edificou Nínive, Reobote-Ir e Calá. E, entre Nínive e Calá, a grande cidade de Resém.
Ninrode tinha um sonho, unir todo o mundo de então sob uma única bandeira, a sua. Ele desejava que todos fossem um único povo.
Gênisis 11:4 “Disseram: Vinde, edifiquemos para nós uma cidade e uma torre cujo tope chegue até aos céus e tornemos célebre o nosso nome, para que não sejamos espalhados por toda a terra”.
Só que esse sonho era um desejo humano de estabelecer uma dinastia, uma raça superior, de tornar grande o seu nome na terra. Esse era mais um sonho despótico onde residiria o desejo de domínio e posse sobre outras pessoas. Era o desejo de mostrar o quanto o seu clã era o mais unido, e o quanto essa união os tornara melhor, mais forte e mais poderoso.
              2.       Abrão– quem foi essa figura? Abrão filho de Terá que saiu da caldeia, da cidade de Ur. Sua esposa Sarai era estéril. DEUS fez uma promessa a Abrão que ele seria o pai de muitas nações. Deus mudou o nome de Abrão para Abraão e de sua esposa Sarai para Sara. DEUS deu a Abraão um sonho, plantou em seu coração o sonho de ele seria o pai de muitas nações, Abraão acreditou e isso lhe foi imputado como justiça.
Gênesis 12:1-3 “Ora, disse o Senhora Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei;  de ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção!  Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra.
Interessante que DEUS primeiro mandou que ele saísse de sua terra, do meio de sua parentela. Depois, quando ele obedeceu ao SENHOR e saiu, no deserto ele mostrou o seu projeto. Acredito que Abrão tenha perguntado: – Senhor onde fica a terra que o SENHOR quer que eu vá? E Deus respondeu: – Olhe toda a terra, onde você pisar eu te darei! Não existia um lugar específico, a terra toda estava a sua disposição. Só faltava o filho, por que a herança já existia.
Daí o SENHOR, começou a trabalhar o seu sonho em Abrão. Primeiro mudou o seu nome de Abrão para Abraão. Depois mandou olhar as estrelas do céu e por fim estabeleceu um prazo de um ano para o nascimento de Izaque. E então o SONHO nasceu.
Gênesis 15:4-6 “A isto respondeu logo o Senhor, dizendo: Não será esse o teu herdeiro; mas aquele que será gerado de ti será o teu herdeiro. Então, conduziu-o até fora e disse: Olha para os céus e conta as estrelas, se é que o podes. E lhe disse: Será assim a tua posteridade.  Ele creu no Senhor, e isso lhe foi imputado para justiça.
Aplicação
Existem Três tipos de sonhos – os sonhos humanos – desejos; Satânicos – sede de poder e o sonho Divino – o domínio.
1.       Humanos – eu quero ter pra ser e parecer. Para minha glória.
2.    Satânico – eu quero ter para controlar, para me vingar, para que todos vejam como eu consegui. Para desgraça de muitos …
3.   Divino – eu preciso fazer, realizar para que outros possam usufruir, para que os outros possam ser beneficiados. Para glória do Senhor.
—————————————————-
Ronildo da Cruz Ribeiro
IDPB Monte Horebe
Manaus, 03 de setembro de 2012.
 

Quatro realidades que vão transformar o seu dia a dia – FÉ

Quatro realidades que vão transformar o seu dia a dia.
2º dia de Jejum
1.       Fé. Certeza das coisas e a convicção do que se espera.
Hebreus 11:1 1 Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem.[1]
A fé é um elemento poderoso de mudança, ela transforma a vida de quem a utiliza.
a.       Ela agrada a DEUS.
Hebreus 11:6 – De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam”.
b.      Ela faz o milagre.
Mateus 8:13 – Então, disse Jesus ao centurião: Vai-te, e seja feito conforme a tua fé. E, naquela mesma hora, o servo foi curado.
c.       Ela torna todas as coisas possíveis.
Marcos 9:23 – Ao que lhe respondeu Jesus: Se podes! j  Tudo é possível l  ao que crê.
d.      Ela move qualquer circunstância.
Marcos 11:23 – porque em verdade vos afirmo que, se alguém disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar no seu coração, mas crer que se fará o que diz, assim será o  com ele.
Isso só acontece por que a fé é da quarta dimensão, e o monte é desta dimensão – a terceira. A fé é algo inerente de DEUS.  Essa quarta dimensão precisa ser movida para que a terceira dimensão seja transformada.
“Jesus realizou todo tipo de milagre na terceira dimensão (a dimensão do homem), por meio da fé da quarta dimensão”. Pr. David Yongi Cho.
De onde vem a fé? A Bíblia nos ensina que: De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deusm”. Romanos 10:17. O incrédulo também possui um tipo de fé, e geralmente diz quem é em DEUS, mas esta ligado a objetos desta dimensão terrena. Seria como convicção, que é uma parte essencial da fé, porém não é uma fé pura. Ela precisa de um objeto para intermediar, e levá-lo a crêr.
Essa fé é dada pelo Espírito Santo, ela é um dom de DEUS. Ela não é uma alternativa. A fé é absoluta. A fé é inteligente. Por isso devemos viver em fé e confessá-la todos os dias. Em Romanos 1:17 diz que: “Visto que a justiça de Deus p  se revela no evangelho, de fé em fé, q  como está escrito: O justo viverá por fé r”.
Programe a sua fé fazendo declarações de fé. Creio que sou um homem salvo! Creio que o sangue de JESUS me purifica de todo mal! Creio que fui perdoado! Creio que sou abençoado! Eu creio que o Espírito Santo me santifica! Creio na cura divina que pode ser operada em mim e através de mim! Creio na ressurreição! Creio no Reino de DEUS e que sou um embaixador desse Reino! Creio que sou uma nação Santa. Creio, creio ….. Faça declarações de fé. Cante-as. Eu creio que sua fé será transformada.
—————————————————–
Ronildo da Cruz Ribeiro
IDPB Monte Horebe
Manaus, 02 de setembro de 2012 – Domingo.


[1]Sociedade Bíblica do Brasil: Bíblia De Estudo Almeida Revista E Atualizada. Sociedade Bíblica do Brasil, 1999; 2005, S. Hb 11:1
j j 9.23 Se podes: Jesus repete as palavras do pai do jovem (v. 22), fazendo-o ver que a questão não é se o próprio Jesus pode ou não curar, mas se a pessoa que se achega o faz com fé. Cf. Mc 1.40.
l l 9.23 Mt 21.21; Mc 11.23-24; Lc 17.6.
o o 11.23 Em relação à expressão proverbial referida, ver Mt 17.20, nota l; cf. Lc 17.6; 1Co 13.2.
p p 1.17 A justiça de Deus: Para expressar a obra salvadora de Deus por meio de Jesus Cristo, Paulo utiliza, às vezes, palavras e conceitos relacionados com a justiça (justiça de Deus, justificar, etc.). Assim designa a ação de Deus pela qual ele declara justo o pecador e o livra dos poderes do mal, colocando-o em um relacionamento de amizade com ele mesmo e chamando-o a viver uma vida nova, já no presente (cf. especialmente Rm 3.21-31; 5.1-2; 8.1-4). Cf. Rm 2.5-11.
q q 1.17 Rm 3.28; Gl 2.16,20. De fé em fé: Lit. Outras traduções possíveis: Por fé e para a fé; é por fé, do princípio ao fim; ou uma fé em contínuo crescimento.
r r 1.17 Hc 2.4, citado também em Gl 3.11; Hb 10.38. A citação também pode ser traduzida como O que pela fé é justo viverá.
 

MALÍCIA

M A L Í C I A
Texto: Jonas 1:2
Dispõe-te, vai à grande cidade de Nínive b  e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até mim. c[1]
Introdução:
1.       Deus se aborreceu com a malícia de Nínive
2.       Por causa dela a cidade seria destruída.
      1.       O que é?
a.       A inclinação para o mal, maldade, pecado.
b.       É a intenção maldosa – Mateus 22.18
c.       Alguém que tem sempre uma pegadinha em suas palavras.
      2.       De quem é?
a.       A malícia é uma característica, uma qualidade de satanás. 1 João 2:13.
b.       Satanás é conhecido na Bíblia no Novo Testamento como o maligno, senhor de tudo o que é mal.
      3.       Quem usa a Malícia?
a.       A malícia é um dom de satanás, uma característica natural desse anjo caído.
b.       Os homens que são dominados pelo maligno.
c.       Os mentirosos e o mal feitores: Provérbios 17:4 – O malfazejo atenta para o lábio iníquo; o mentiroso inclina os ouvidos para a língua maligna.
d.       Mas a palavra do Senhor diz: Salmos 7:9 Cesse a malícia dos ímpios, mas estabelece tu o justo; pois sondas a mente e o coração, ó justo Deus.
       4.       Como ela é usada?
a.       No dia-a-dia criando situações – Romanos 1:29-31 “29 cheios de toda injustiça, malícia, avareza e maldade; possuídos de inveja, homicídio, contenda, dolo e malignidade; sendo difamadores, 30 caluniadores, aborrecidos de Deus, insolentes, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais, 31 insensatos, pérfidos, sem afeição natural e sem misericórdia.”
      5.       Qual mal que ela causa?
a.       Ela mata pessoas inocentes – calúnia: 1 Reis 21:13 “Então, vieram dois homens malignos, sentaram-se defronte dele e testemunharam contra ele, contra Nabote, perante o povo, dizendo: Nabote blasfemou contra Deus e contra o rei. E o levaram para fora da cidade e o apedrejaram, e morreu”.
b.       Depõe reis: 2 Crônicas 13:7 “7 Ajuntou-se a ele gente vadia, homens malignos; fortificaram-se contra Roboão, filho de Salomão; sendo Roboão ainda jovem e indeciso, não lhes pôde resistir”.
      6.       Qual a consequência dela?
a.       Ela destrói o malicioso – Provérbios 13:6 “A justiça guarda ao que anda em integridade, mas a malícia subverte ao pecador”.
b.       Eles são derrubados de suas posições – Provérbios 14:3 “Pela sua malícia é derribado o perverso, mas o justo, ainda morrendo, tem esperança”.
       7.       Como podemos ser curado dela?
a.       Pela palavra de de DEUS Tiago 1:21 “Portanto, despojando-vos a  de toda impureza b  e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma”.
b.       Pela renovação de nossa mente – Romanos 12:2 “2 E não vos conformeis com este século, f  mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”.
Conclusão:
1.       Deus ia destruir uma a cidade de Nínive por causa da malícia – toda população seria exterminada por causa desse pecado. Crianças, jovens, adultos, velhos… todos seriam destruídos.
2.       A pregação da palavra de DEUS através de Jonas mudou a sorte dessa cidade. Eles decidiram se arrepender de sua malícia.
3.       A aceitação da palavra muda a sorte não somente de uma pessoa, mas de famílias inteiras, de bairros inteiros, de cidades inteiras. “Crê no SENHOR JESUS e será salvo tu e tua casa” At 16:31
————————————————
Ronildo da Cruz Ribeiro
IDPB Monte Horebe
Manaus, Amazonas 05 de agosto de 2012
Culto de Domingo


b b 1.2 À grande cidade de Nínive: Nínive era a capital da Assíria, o império que, em 721 a.C., destruiu o Reino do Norte (Israel) e enviou ao exílio muitos dos israelitas (cf. 2Rs 14.1-23). Os profetas Naum (1.14—3.19) e Sofonias (2.13-15) anunciaram a sua destruição, ocorrida no ano 612 a.C. Quando o livro de Jonas foi redigido, essa cidade era símbolo de crueldade, de violência e de hostilidade ao povo de Deus. Cf. Na 1.1; 2.13—3.19. Ver o Índice de Mapas.
[1]Sociedade Bíblica do Brasil: Bíblia De Estudo Almeida Revista E Atualizada. Sociedade Bíblica do Brasil, 1999; 2005, S. Jn 1:2
a a 1.21 Despojando-vos: Ver Rm 13.12, nota j.
b 1.21Cl 3.8-10; 1Pe 2.1.
f f 12.2 Ef 4.23. Este século: Ou O tempo presente:Ver Rm 13.11-14, n.
 

Que tipo de palavra me alimenta?

Que tipo de palavra me alimenta?
Mateus 4
“3 Chegando, então, o tentador, disse-lhe: Se tu és Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães. 4 Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.”
É muito comum hoje em dia desistirmos de muitas coisas que são essenciais para nós e para muitas pessoas. Só por que contraria nossas idéias, nossas expectativas e nosso ponto de vista, que, aliás, na maioria das vezes não tem embasamento algum.
Fazemos isso por que nos alimentamos das coisas erradas e não do pão do céu que é a palavra de DEUS. A palavra de DEUS expressa à vontade de DEUS, e quando desconhecemos essa vontade, sofremos!
1.  Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus (vs4).
Acredito que quando o diabo fez a tentação, ele sabia quem era JESUS, e qual seria sua missão. Por isso ele se aproximou de JESUS na hora de maior fraqueza. Após o jejum de quarentas dias JESUS devia estar se sentindo o mais espiritual dos homens. E é nesse momento de sentimento que provem da fragilidade do homem, que o diabo ataca. Testando sua verdadeira espiritualidade, de onde ela vem. Da vontade humana de se sentir forte e mais próximo de DEUS, de agradar alguém, ou da motivação espiritual real que provem da vontade de DEUS.
É muito comum, quando jejuamos nos sentirmos assim, super homens, ou super mulheres, imbatíveis, inatingíveis, espirituais e intocáveis. E é exatamente nesse momento que o diabo (tentador) aparece, para testar a nossa fé e a nossa motivação. Lembre-se que o maior aliado do diabo é a carne. Por isso Jesus disse que a carne é fraca e o espírito é forte, logo o espírito sempre vai vencer a carne! Mas geralmente quem vence é a carne com seus prazeres passageiros e mortais.
Com Jesus, a motivação era exatamente do espírito, Mateus 4.1 diz que ELE foi levado ao deserto pelo Espírito Santo para ser tentado, testado, para daí começar o seu ministério com a motivação correta – O Amor, com os meios corretos – as pessoas, e com o método certo – dependente da palavra de DEUS.
a.   Satanás sabia quem era JESUS?
Claro que sim! Ele foi criado por ele no céu, quantas vezes ele teve que se prostrar diante DELE. Porem agora, ele estava na forma humana, e satanás queria que ele usasse seus poderes divinais para mudar o propósito de JESUS, mudando assim o cumprimento da palavra de DEUS, que falava de Jesus, de como ele seria, o que ele faria e de como morreria.
1.   Satanás sabia que como filho de DEUS, ele poderia ordenar que a pedra se transformasse em pão e isso aconteceria. O poder da vida e da morte está na língua. Porém o que Jesus queria não era fazer a sua vontade, nem a vontade do diabo e sim a vontade de DEUS. Por isso ele respondeu usando a palavra de DEUS.
2.   Somente a palavra de DEUS é o verdadeiro alimento não o que o diabo diz. Muitas pessoas se alimentam da palavra do diabo e não da palavra de DEUS.
b.  Jesus sabia quem Ele era!
Jesus não buscou o conhecimento de quem ele era da forma errada, através da filosofia, ele buscou na fonte, a palavra de DEUS. Por muitas vezes ele afirmou que as escrituras falavam dele.
1.   Ele usou a palavra de DEUS, para responder a Satanás.
2.   Ele colocou a vontade DEUS na vida dele, antes de atender os seus desejos.
3.   Ele buscou agradar a DEUS, e não fazer sinais maravilhosos para agradar as pessoas e ao diabo.
2.  Qual palavra sai da boca de DEUS a seu respeito? Você sabe?
Será que após jejuar quarenta dias e quarenta noites se você estiver vivo e satanás aparecer pra você e dizer assim: tenho um canal de televisão pra você, uma hylux, um iate e mais um milhão de reais todos os meses durante toda sua vida, será que você não seria tentado a achar que isso era o propósito de DEUS pra sua vida e resposta de suas orações?
O nosso grande problema é que só queremos ouvir palavras boas, não palavras que precisamos, mas palavras que nos eleve, que nos motive, palavras de efeito psicológico imediato, mas que amanhã ou depois precise repetir a dose mas que nunca produz uma mudança eficaz por que não veio da boca de DEUS.
a.   Palavras de Jesus a nosso respeito.
1.   E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus – Romanos 12:2
2.   Tenho-vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo – João 16.33.
3.   E não somente isso, mas também gloriemo-nos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a perseverança, 4 e a perseverança a experiência, e a experiência aesperança; 5 e a esperança não desaponta, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado – Romanos 5:3-5.
4.   E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito – Romanos 8:28.
5.   Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia todo; fomos considerados como ovelhas para o matadouro. 37 Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou – Romanos 8:36-37.
6.   Filhinhos, vós sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo – I João 4:4.
7.   Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz – I Pedro 2:9.
8.   Ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos – Mateus 28:20b
Observe que tem muitas palavras de bênçãos e vitórias, mas sempre antes das vitórias, vem as lutas. Isso acontece para que possamos ser moldados a vontade de DEUS. Sem lutas, sem vitórias, sem razão pra viver, sem desafios a serem conquistados e naturalmente sem fé. E sem fé é impossível agradar a DEUS.
Ronildo da Cruz Ribeiro
IDPB-Monte Horebe